quarta-feira, 26 de setembro de 2012

O Azul dos teus Olhos Castanhos




Desenho-te,
em cenários de azuis.


Junto
música e seda.


Seda melodiosa,
música acetinada.

Adivinho-te,

em oceanos
de azuis profundos,

quase abissais,

onde dançam
e se entrelaçam
os sons e os tons,

na alma de um violino,
no canto das sereias.


Sinto,
na magia do azul,

a doçura do olhar
dos teus olhos castanhos.

Sem comentários:

Enviar um comentário