quinta-feira, 20 de setembro de 2012

Para ti



Para ti
que escutas o murmúrio
da emoção que preciso repartir

que desbravas
comigo
trilhos de silvados

que rasgas nuvens de tempestade
e persistes na força do querer.

Para ti
que tornaste mais firme a minha voz
menos frias as minhas mãos

que
tremendo
me ensinaste a saber tremer.

Para ti
que me fazes crer
que pode ser linda
a loucura de ser diferente.

Para ti
que disseste
Tu existes! Tu podes ser!

Sem comentários:

Enviar um comentário